segunda-feira, 1 de julho de 2013

Homeopatia, ombro amigo e free-hug

Copio aqui o excelente texto/post de Suzana Herculano-Houzel sobre homeopatia. Assino embaixo!

"Aos que dizem "homeopatia funcionou comigo, portanto ela funciona, portanto cientistas que tentam desacreditar a homeopatia não sabem do que estão falando e deveriam se informar melhor": a homeopatia "funciona" como placebo, e portanto exatamente tão bem quanto um placebo. Placebos são substâncias inertes que, ao serem administradas como remédios, fazem a pessoa se sentir melhor - como se ela tivesse sido medicada. Placebos aliviam vários problemas, sim, sobretudo aqueles baseados em estresse/ansiedade.

Acreditar em efeito placebo é reconhecer a evidência científica de que (1) o cérebro às vezes contorna seus próprios problemas só de acreditar que eles têm saída e (2) o sistema imunitário do corpo funciona bem o suficiente para várias vezes conseguir debelar sozinho infecções urinárias, princípios de pneumonia e afins. Isso pode até acontecer APESAR da homeopatia (leia-se falta de tratamento medicamentoso). Tratar com placebo = colocar bolinhas de açúcar na boca pode bastar para aliviar várias pequenas aflições em bebês, cachorros & outros bichos. Lembrem que o "tratamento" nesses casos costuma vir com colinho, carinho, afagos - que tratam muito mais do que qualquer resquício de molécula que já não está mais lá.

Aliás, um estudo sen-sa-ci-o-nal mostrou que um ATOR que se comporta como médico é capaz de fazer seus pacientes se sentirem melhor. Assim o homeopata "trata" seus pacientes: ao ouvi-los, perguntar se gostam de comida doce ou salgada, quantas horas dorme - ou seja, ao dar atenção, acalmar, e colocar bolinhas de açúcar em sua boca.

Se funciona? Tanto quanto qualquer outro placebo, e portanto até que bem para aflições de fundo ansioso. Se funciona do jeito que Hanneman dizia? Certamente não - a não ser que TODA nossa química e farmacologia estejam erradas. Portanto, homeopatia é remédio? Não é. Muito menos "medicina". Ou, dizendo de outro modo: é tão medicina quanto abrir uma banquinha na esquina vendendo abraços ou passes mágicos - ou, o que vai soar um pouco melhor, dar atenção para uma pessoa querida que precisa de cuidados.

Se você chegou aqui e está querendo me cobrar "evidências": elas não faltam. Até wikipedia serve. É só querer ler um pouquinho."

Em outras palavras... senta aqui, fala ai e toma uma água, que melhora! :)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Você é responsável pelo que posta. Com um grande poder vêm grandes responsabilidades. Mesmo assim qualquer material ofensivo, ilegal ou comercial será apagado.