sexta-feira, 3 de maio de 2013

A dificuldade em ensinar programação para adolescentes

Por incrível que pareça ensinar programação para crianças é mais fácil do que para adolescentes. O motivo? Os jogos eletrônicos que os adolescentes se acostumaram a jogar. Suas imagens em 3D, seus gráficos e som nivelam muito pra cima as expectativas de programação dos adolescentes (grande parte deles só se interessam por programar pensando em jogos).

Tudo isso me faz sentir falta dos primórdios da computação, onde era comum todos escreverem seus próprios códigos, e para compartilhar era comum revistas exibirem os códigos para serem escritos no computador. Queria jogar? Passava-se 30 minutos digitando o fonte, para depois compilar e executar. Os mais afortunados tinham um gravador para registrar em fita cassete o resultado.

É a incongruência dos computadores: quanto mais se tem, menos (proporcionalmente) se programa. No início da computação, 100% dos seus usuários programavam. E hoje essa proporção é mínima, que faz até com que computadores diminuam o desempenho de um grupo.

Devemos parar de ensinar a usar computadores, e começar a ensinar a criar com computadores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Você é responsável pelo que posta. Com um grande poder vêm grandes responsabilidades. Mesmo assim qualquer material ofensivo, ilegal ou comercial será apagado.