segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Finalmente um astrólogo olhou pro céu novamente

É com muita alegria que vejo essa notícia estampada na maioria dos grandes portais de notícia do mundo:

G1 - Movimento da Terra mudou signos do Zodíaco, dizem astrônomos - notícias em Mundo

Astrônomos do Planetário de Minnesota, nos EUA, afirmam que, por causa da atração gravitacional que a Lua exerce sobre a Terra, o alinhamento das estrelas foi empurrado por cerca de um mês. [...] “Quando [os astrólogos] dizem que o sol está em Peixes, não está realmente em Peixes”, disse Parke Kunkle, um dos integrantes do Minnesota Planetarium Society à revista "Time". O signo astrológico é determinado pela posição do sol no dia em que a pessoa nasceu, o que significa que, de acordo com os astrônomos, tudo o que se sabia sobre horóscopo está errado.

Até que enfim! Um astrólogo (ou um astrônomo sagaz!) olhou para o céu novamente para rever os conceitos furados da astrologia! Não só os signos não seguem o alinhamento que os astrólogos diziam, como um novo signo apareceu na jogada: Serpentário.

Tirei a prova dos 9 com um programinha aqui que tenho que é sensacional: Stellarium - que mostra o ceu, constelações e o escambau em qualquer local do planeta, e em qualquer data do calendário gregoriano. Digitei minha data e local de nascimento e fui rever onde estava o sol no dia. Pimba! O resultado é claro e simples: Meu signo não é sagitário, e sim serpentário!
Posição do sol no dia do meu nascimento
Sinceramente, qualquer ser humano que se questione minimamente sobre as bases dessas superstições verá que tudo não passa de uma construção humana, de uma simples associação de idéias sem um fundo de verdade.

Adorei ter mudado (ohh que diferença!) para serpentário. Além de não poderem comparar minha personalidade com a do novo signo, ainda gostei do sentido simbólico: Eu como uma serpente injetando meu veneno de questionamento nas mentes incautas! Sim... sentido simbólico... horóscopo é isso e nada mais!

Lições de vida do PacMan

Recebi essa piadinha sobre as lições de vida que o videogame PacMan daria para os seres humanos. Acho muito bacana esse revival de coisas dos anos 80 (menos as bandas coloridas!), principalmente as coisas nerds. Mas essas lições podem ser um bom exercício de reflexão séria. Talvez o PacMan realmente tenha algo de útil a acrescentar às nossas vidas:
  • Coma: Comer é um tipo de prazer que lhe mantém vivo. Lhe dá energia para prosseguir. E pode ser um prazer! Então o PacMan nos diz aqui que devemos aproveitar os prazeres da vida, ou pelo menos àqueles que nos mantém em pé. Lembrando que não há saúde sem saúde mental, então assistir um filme, ir ao teatro, tomar umas cervas com os amigos também são parte do comer do PacMan.
  • Evite bad people's: Pus em inglês o termo porque ele acaba sendo mais amplo: Existem àquelas pessoas que lhe pôem pra baixo, ou àquelas pessoas que estão tão mergulhadas em seus devaneios da vida que são repetitivas, estáticas (ver próximo ponto), ou mesmo aqueles empregos que você todo dia se pergunta 'o que estou fazendo aqui?'. Infelizmente você deve, após um certo tempo, largar essas pessoas. Estar ao lado de pessoas pessimistas e negativas não levam ninguém ao próximo nível.
  • Passe para o próximo nível: Essa é a mais difícil (assim como no videogame). Passar de nível na vida é seguir, mudar. Casar-se, fazer àquele mestrado ou curso, terminar o curso de inglês ou francês, largar aquele ficante ridículo... enfim, dar outro passo! Mudar faz parte da vida, do jogo, e por mais cômodo que seja permanecer aonde está, você só muda quando se movimenta. As vezes a inércia da mudança vêm dos outros, dos grupos. Dai você permanece num grupo que faz ano após ano as meeesmas coisa, feriado após feriado, fim de semana após fim de semana... são as bad people's ancorando suas experiências e sua vida.